7 de ago de 2011

Falando com Ego

Sabe as vezes paro e olho para esse blog e tenho a impressão de que ele tem um clima meio mórbido. Não sei talvez seja pelo fato que ele tenha sido criado em um momento mórbido da minha vida. Bem mas deixa isso de lado.
Cara sigo minha rotina, paro para vê-la percebê-la, não sou mais um adolescente, já tenho vida de adulto. Não sei para quem está na mesma fase que eu seja fácil, mas para mim tem sido difícil, demais da conta.
Incrível né o tempo passa, mas as memórias para mim parecem tão vivas desde os meus 11 anos de idade vivi tanta coisa, passei por tantos momentos, tantas fases e cara tudo já foi, minha adolescência ta indo embora!
Mas é incrível como agente muda, como tudo muda, não só pela subjetividade de nosso tempo, mas ainda tenho algumas coisas de meus 11 anos que ainda conservo comigo.
Meus anos de Dom Bosco, Meus anos de Nirvana, Meus anos de Heavy Metal, Meus anos de Handebol, Meus anos de faculdade, Meus anos com meu primeiro amor, Meus anos de faculdade, caralho meus anos de faculdade... Tudo isso já foi e sabe foi tudo tão lindo e tão doloroso e com aquela irresponsabilidade gostosa não tem coisa melhor que ela.
Agora eu sou responsável por mim, pela minha vida, pelo que sou...
Sabe uso muitas defesas por aí, mostro algumas máscaras até para amigos que bem não é o que sou de verdade, algumas vezes as pessoas não gostam disso que mostro, mas bem são só defesas é dificil de eu realmente me abrir para qualquer pessoa de me mostrar completamente.
Esse texto não foi nada poético, nem nada projetivo são palavras de algo que realmente sinto.